Busca


imprimir pdf

SSH nos nossos servidores partilhados


A utilização de SSH sobre os nossos servidores partilhados é possível a partir dos alojamentos da gama plan. SSH permite ligar-se ao seu espaço partilhado e de manipular os ficheiros. Para mais informações sobre o protocolo SSH: Clique aqui

Pré-requisitos


  • A opção SSH está disponível sobre:
    • Os alojamentos da gama plan.
    • O serviço de salvaguarda ebackup.
    • O serviço de pagamento protegido paiesec.
  • Uma aplicação que permite o acesso por ssh.
  • O porto 22 aberto no seu firewall e no seu router.

Comando


Sob linux
  • Sob kde: clique na lista K, depois em executar, marque konsole e clique em "Executar"

Sob Mac
  • Clique no disco rígido no seu escritório, seguidamente clique no directório aplicações, seguidamente no directório utilitário e por último na aplicação "Terminal".

Sob windows
  • Sob windows não há cliente SSH nativo, é necessário por isso fazer o download de um.
O mais conhecido é sem duvida putty, fazer download aqui: http://www.chiark.greenend.org.uk/~sgtatham/putty/download.html

Identificação


Os identificadores e o hóspede ssh são os mesmos que os para o ftp.

Sob linux e mac

Introduza o comando:

Sob windows
Consulte o seguinte guia: Utiliza putty

Lista dos principais comandos


pwd

print working directory

Apresenta o directório de trabalho

cd arg

change directory

Muda de directório de trabalho ; arg é este novo directório. cd sem argumento posicione no directório home.

ls arg

list

Liste o conteúdo arg se este é um directório. Sem argumento, ls lista o conteúdo do directório de trabalho.

ll arg ou
ls -l arg

long list

Apresenta as informações detalhadas sobre o ficheiro arg

ls -a arg

list all

Apresenta todos os ficheiros de arg, mesmo os começando por .., se este é um directório. As opções de ls podem ser combinadas: ls -al.

chmod direito arg

change mode

MuA os direitos do ficheiro arg, conforme os direitos.

mkdir arg

make directory

Crie o directório arg.

rmdir arg

remove directory

Elimina o directório se ele está vazio.

rm arg

remove

Elimina a referência arg.

rm -r arg

remove recursively

Elimina arg e ,eventualmente, todos os ficheiros que ele contêm.

mv arg1 arg2

move

Renome ou desloque arg1 em arg2.

touch arg

touch

Crie um ficheiro vazio de nome arg, se ele não existe, senão actualiza, com a data corrente, a sua data de última modificação se já existe.