Busca


imprimir pdf

Como instalar um kernel OVH e fazer 'boot' ao servidor desde o seu disco rígido


Introdução


A OVH propõe gratuitamente o serviço Netboot que lhe permite fazer boot ao seu servidor sobre um kernel pré-configurado directamente desde a rede : KernelNetboot

No entanto, será mais seguro dispor do mesmo kernel sobre o seu disco rígido. Em caso de problema sobre o Netboot aquando do reboot da sua máquina, o seu servidor utilizará automaticamente o kernel disponível sobre o disco rígido. É então preferível que o kernel esteja sempre em dia sobre o seu disco rígido.

Configuração do seu servidor


Se deseja que o seu servidor arranque sobre o kernel instalado sobre o seu disco rígido, deve configurar esta opção do seu Manager, Vá a secção Servidores Dedicados e escolha o servidor que deseja configurar. Depois 'Seleccionar Netboot'.
Configure depois o arranque do seu servidor sobre o disco rígido e escolha a partição principal a utilizar em função do seu tipo de servidor (IDE, SATA2, SCSI, RAID SOFT ou RAID HARD) sem esquecer de validar a sua escolha. No próximo arranque, o seu servidor utilizará o kernel fornecido por defeito sobre o seu disco rígido para fazer o boot. Deve então seguir o procedimento seguinte para actualizar regularmente.

Se o seu servidor esta configurado para arrancar sobre o Netboot, deve também assegurar-se que mantém o kernel instalado sobre o seu disco rígido a dia porque em caso de problema com o Netboot, o seu servidor arranca automaticamente sobre o kernel presente sobre o seu disco rígido.

Procedimento para actualizar o kernel presente no seu disco rígido


1. Ligue-se por SSH ao seu servidor dedicado como utilizador "root". Para mais detalhes sobre a ligação por SSH,
pode consultar este guia: SshSobreServidorDedicado.

2. "Vá" para a pasta /boot : cd /boot

3. Todos os kernels estão disponíveis no nosso servidor FTP : ftp://ftp.ovh.net/made-in-ovh/bzImage/
Poderá aí recuperar os ficheiros que correspondem à sua configuração. Cada kernel está disponível em duas
versões: com ou sem o patch de segurança (o nome do kernel terá o sufixo -grsec). Para cada kernel, existe um
ficheiro correspondente "System.map" .

Por exemplo,



4. Para que a actualização do kernel seja tomada em conta no próximo arranque do servidor, deverá actualizar a configuração do seu bootloader. Nas antigas
instalações (gentoo, OVH Release 2, Slackware, ...) o boot loader deverá ser o "lilo", portanto edite a linha que começa com
image=
.
De seguida, não se esqueça de aplicar a configuração executando para tal "/sbin/lilo".

Para as instalações recentes, o bootloader é "grub-1" (CentOS, RHEL, Fedora, Debian 5) ou "grub-2" (Debian 6, Ubuntu a partir de 2009).

No caso de grub-1, adapte o ficheiro /boot/grub/grub.conf ou /boot/grub/menu.lst (apenas Debian 5).
Para grub-2, basta executar o comando "update-grub"

5. Uma vez o bootloader actualizado, poderá reiniciar o servidor com o novo kernel.

Se o seu servidor não responder a ping após esta manipulação, poderá colocar o servidor em rescue
e corrigir os ficheiros de configuração anteriormente alterados.